A Nossa Caixa registrou um prejuízo líquido de R$ 139,6 milhões no segundo trimestre deste ano. Segundo a instituição, o banco fechou os últimos três meses no vermelho por causa dos ajustes de R$ 155,1 milhões para adaptar o balanço à metodologia contábil do BB e do aumento de provisões em R$ 146,2 milhões para demandas judiciais referentes a planos econômicos.

Se forem desconsiderados esses efeitos extraordinários, o banco obteve lucro líquido recorrente de R$ 89,9 milhões no período, aumento de 16,2% sobre o resultado do mesmo período do ano passado (R$ 77,4 milhões).

Segundo o balanço da Nossa Caixa, a carteira de empréstimos cresceu 23,3% no trimestre, atingindo R$ 17 bilhões. Em 12 meses, a alta foi de 61%. As operações com atraso a partir de 90 dias, que no primeiro trimestre deste ano representavam 4,4% do total da carteira, caíram para 4% no período compreendido entre abril e junho.

Para a diretora do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Raquel Kacelnikas, o dado mais positivo do balanço trimestral da Nossa Caixa é o aumento do volume de crédito.

"Isso quer dizer que o banco tem funcionários qualificados e mercado para fazer o crédito fluir. É uma pena que as administrações anteriores da Nossa Caixa não tenham emprestado mais, principalmente no último trimestre do ano passado, quando a crise financeira se agravou. Aliás, a Nossa Caixa fez exatamente como os bancos privados, que seguraram o crédito durante a crise. Isso é falta de visão e de gestão", comenta Raquel.

Fonte: Seeb São Paulo

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster