Trabalhadores reivindicam mais conquistas econômicas e sociais

O Comando Nacional dos Bancários entrega nesta quarta-feira (13), ao meio-dia, a pauta específica de reivindicações dos funcionários à direção do Banco da Amazônia, em Belém. Participarão dirigentes da Contraf-CUT, do Sindicato dos Bancários do Pará e da Fetec Centro-Norte.

A minuta foi aprovada no 6º Congresso Nacional dos Empregados e das Empregadas do Banco da Amazônia, realizado no dia 2 de agosto, na capital paraense. Além de referendar as demandas da última campanha, foram definidos adendos no que diz respeito ao índice de reajuste de 12,5%, retorno do tíquete extra em outubro (Ciriana) e, no final do ano, PLR linear de três salários mais R$ 6.247.

Além disso, os trabalhadores reivindicam abertura de novas agências e contratações de mais bancários via concurso público, fim das terceirizações e da lateralidade, mais investimentos em segurança, retomada do patrocínio do banco no plano de saúde e ampliação da rede de atendimento, solução imediata para a CAPAF e prioridade máxima para implementação do novo PCCR.

A estratégia da campanha é unificada, com negociações concomitantes com a Fenaban e o Banco da Amazônia. “Esperamos um processo de negociação e mobilização que seja capaz de conquistarmos novos avanços econômicos e sociais para os trabalhadores, principais responsáveis pela importante atuação do banco, que é fundamental para o desenvolvimento da Amazônia e do Brasil”, destaca Miguel Pereira, secretário de Organização do Ramo Financeiro da Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster