reuniao_plr12052009.jpg

reuniao_plr12052009.jpgAconteceu na tarde desta terça-feira, dia 12, nova rodada de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban. O encontro serviu para dar continuidade às negociação para a criação de um novo modelo de Participação nos Lucros e Resultados (PLR, conforme reivindicação dos bancários.

Os trabalhadores apresentaram na mesa as premissas que devem nortear a formulação do novo modelo. "Fizemos uma discussão conceitual a respeito do modelo. Acreditamos que é necessário simplificar a regra da PLR e utilizar indicadores transparentes do lucro das empresas", afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.

Os pontos apresentados pelos bancários foram:

1. O modelo deve ser simplificado.
2. O mesmo modelo de PLR deve ser válido para todos os trabalhadores, sem discriminação, incluindo afastados e lesionados. Pagamento proporcional àqueles que pedirem demissão, demitidos e aposentados.
3. Os programas próprios de remuneração que cada banco venha a praticar não devem ser descontados da PLR.
4. A remuneração deve ser baseada em indicadores transparentes dos lucros.
5. O modelo não deve se basear em indicadores individuais, mas coletivos.
6. Os processos de fusão e aquisição precisam ser levados em consideração.

As discussões continuarão na tarde do próximo dia 28, em nova rodada de negociação entre Comando e Fenaban. Pela manhã, o Comando Nacional volta a se reunir.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster