Crédito: Jailton Garcia / Contraf-CUT
Jailton Garcia / Contraf-CUT

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ato ocorreu na sede da Fenaban após a entrega da minuta geral da categoria

Após a entrega da pauta de reivindicações da Campanha Nacional dos Bancários 2014 à Fenaban nesta segunda-feira (11), em São Paulo, também foi entregue no mesmo local a minuta específica dos empregados à Caixa Econômica Federal com as demandas aprovadas no 30º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef), realizado entre os dias 6 e 8 de junho, na capital paulista.

As reivindicações entregues serão negociadas concomitantemente com a Caixa na Campanha 2014, conforme estratégia aprovada na 16ª Conferência Nacional dos Bancários a exemplo dos últimos anos.

A coordenadora da Comissão Executiva de Empregados (CEE/Caixa), Fabiana Matheus, ressalta que a melhoria nas condições de trabalho estão entre as principais reivindicações específicas.

“Queremos a contratação de mais trabalhadores e a mudança na distribuição dos empregados entre as agências e áreas meio, que dão suporte às unidades. A Caixa contrata para novas agências, mas desfalca as velhas e sobrecarrega quem trabalha nas áreas meio”, explica Fabiana.

Outra reivindicação é o pagamento das horas extras trabalhadas. “Hora extra feita é hora extra paga. A Caixa tem que pagar 100%. O nosso pleito não é fazer hora extra. O banco deveria respeitar a carga horária, mas dadas as condições atuais que elas sejam pagas e todos os diretos respeitados”, defende a coordenadora da CEE/Caixa.

Os empregados do banco público também levarão para a mesa de negociação a demanda por melhorias no plano de saúde e nos benefícios do Funcef e pelo resgate de conquistas retiradas durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Empregados admitidos após 1998 não têm o Adicional por Tempo de Serviço (ATS) e a licença-prêmio. Outra discriminação é que os aposentados não tem mais o auxílio-alimentação, também retirado por FHC. Queremos que estas conquistas sejam restabelecidas”, reforça.

“Construímos uma pauta que representa a categoria. Agora é hora de mobilizá-la em busca de novas conquistas”, salienta Fabiana.

Principais reivindicações específicas dos empregados da Caixa

. Combate ao assédio moral e sexual
. Fim do voto de Minerva na Funcef
. Incorporação imediata do REB ao Novo Plano
. Extensão do Saúde Caixa para aposentados por PADVs
. Mais empregados por setor
. Jornada de seis horas para todas as funções sem redução de salário
. Registro do ponto para todos os empregados
. Isonomia para empregados admitidos a partir de 1998
. Fim do programa Gestão de Desempenho de Pessoas
. Vale-Cultura para todos os empregados

Fonte: Contraf-CUT com Fenae

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster