A comissão especial criada na Câmara dos Deputados para analisar o Projeto de Lei nº 4305/04, que regulamenta a profissão de agente de segurança privada, ouve nesta quarta-feira, dia 20, o coordenador-geral de Segurança Privada da Polícia Federal, delegado Adelar Anderle.

O debate foi proposto pelo presidente da comissão, deputado Filipe Pereira (PSC/RJ). Ele lembrou que o projeto envolve milhares de trabalhadores. "Espero que possamos obter mais justiça, legalidade e defesa dos direitos, tanto dos trabalhadores quanto dos empregadores da área de segurança privada brasileira", afirmou.

A audiência será acompanhada pela Contraf-CUT, Sindicato dos Bancários de Brasília e Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes (CNTV).

Projeto

O PL 4305/04 reserva ao agente de segurança privada, com exclusividade, as funções de proteção à pessoa física, à vigilância patrimonial das pessoas jurídicas e de promoção da segurança em eventos. Também caberá a esse profissional, de acordo com a proposição, realizar ronda motorizada ou a pé, escolta armada, além de guarnecer todos os meios de transporte de valores.

A reunião será realizada às 12 horas, no plenário 15.

Fonte: Contraf-CUT e Agência Câmara

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster