Convenção da OIT está viva no Congresso e bancários devem pressionar deputados pela sua aprovação – A Convenção 158 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que proíbe a demissão imotivada, está na Câmara dos Deputados há menos de um ano e meio e, neste pequeno período, os trabalhadores já perceberam a dificuldade de ver a matéria aprovada.

No dia 2 de julho do ano passado, a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional  (CREDN) rejeitou a convenção de forma acachapante: foram 20 votos contrários e apenas um a favor. Foi a primeira vez na história que esta comissão disse "não" à algum tema (veja a lista de votação abaixo).

Apesar da rejeição, a 158 ainda está viva no Congresso, em trâmite na Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados. O Sindicato está nessa campanha e orienta aos bancários que enviem mensagens para os parlamentares pedindo agilidade na aprovação da Convenção.

Votação da Convenção 158 da OIT na Comissão
de Relações Exteriores e de Defesa Nacional
Pela Aprovação
Nilson Mourão (PT/AC)
Pela Rejeição
Édio Lopes (PMDB/RR)
George Hilton (PP/MG)
Ibsen Pinheiro (PMDB/RS)
Márcio Reinaldo Moreira (PP/MG)
Antonio Carlos Pannunzio (PSDB/SP)
Bruno Araújo (PSDB/PE)
Claudio Cajado (DEM/BA)
Raul Jungmann (PPS/PE)
Eduardo Lopes (PSB/RJ)
Marcondes Gadelha (PSB/PB)
Luciana Costa (PR/SP)
Marcelo Itagiba (PMDB/RJ)
Paes Landim (PTB/PI)
Regis de Oliveira (PSC/SP)
Arnaldo Madeira (PSDB/SP)
Bruno Rodrigues (PSDB/PE)
Walter Ihoshi (DEM/SP)
William Woo (PSDB/SP)
Júlio Delgado (PSB/MG)
Fernando Gabeira (PV/RJ)

Fonte: SEEB – SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster