Depois da intervenção do Sindicato, funcionário terá condições de retomar atividades na agência – (São Paulo) Ao receber alta do INSS para retornar ao trabalho, um funcionário da agência USP do Banco do Brasil jamais poderia imaginar que a partir daquele momento teria muita dor de cabeça pela frente.

Com a decisão do perito em mãos, submeteu-se também à perícia do banco que confirmou a alta médica, mas com a restrição de não assumir de imediato as mesmas funções que exercia na agência, pois era necessária uma readaptação para retomar sua rotina. “O gerente relutou em aceitá-lo de volta nessas condições. Só o fez depois de levarmos a situação absurda ao setor de Gestão de Pessoas do banco”, relata a diretora da Fetec-CUT/SP Viviane Assofra.

A dirigente reforça ainda que todos os bancários têm direito a um tratamento digno e ao período de readaptação após a alta média. “Se o banco ou o gestor negar, devem denunciar ao Sindicato”, orienta Viviane.

Negociação – As negociações sobre temas específicos dos funcionários do Banco do Brasil, entre o Sindicato e a direção da empresa serão retomadas nesta sexta, dia 27. Entre as reivindicações dos trabalhadores estão questões de Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), saúde, previdência, terceirização, fusões e aquisições.

Fonte: SEEB – SP / Jair Rosa

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster