As transações correntes (todas as operações do Brasil com o exterior) foram superavitárias em US$ 146 milhões em abril, de acordo com informações divulgadas na terça, dia 26, pelo Banco Central (BC). O resultado positivo no mês passado foi o primeiro depois de 18 meses consecutivos de défícit.

No acumulado de 2009, o BC registra déficit de US$ 4,874 bilhões. Em abril de 2008, houve défícit de US$ 3,044 bilhões e no acumulado daquele ano de US$ 13,304 bilhões.

A balança comercial (exportações e importações) registrou superávit de US$ 3,712 bilhões em abril e de US$ 6,722 bilhões de janeiro a abril deste ano, contra US$ 4,498 bilhões registrado no mesmo período de 2008. Em abril do ano passado, o superávit comercial foi de US$ 5,097 bilhões.

A conta de serviços e rendas (juros, lucros e dividendos e viagens internacionais) ficou negativa em US$ 3,832 bilhões em abril e em US$ 12,702 bilhões no acumulado do ano. Nos mesmos períodos do ano passado os valores negativos foram maiores: 5,097 bilhões e US$ 19,105 bilhões, respectivamente.

As transferências unilaterais tiveram resultado líquido positivo de US$ 265 milhões em abril e em US$ 1,106 bilhão no acumulado do ano.

Investimento estrangeiro

O investimento estrangeiro direto no Brasil chegou a US$ 3,409 bilhões em abril deste ano, também segundo dados divulgados na terça, 26, pelo Banco Central. Em abril de 2008, esse valor foi maior, US$ 3,872 bilhões.

De janeiro a abril deste ano, o investimento estrangeiro direto chegou a US$ 8,751 bilhões, contra US$ 12,671 registrados no mesmo período de 2008.

O investimento estrangeiro direto é caracterizado pelo interesse duradouro do investidor na economia do país.

Fonte: Agência Brasil

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster