Segundo turno da eleição ocorre a partir desta segunda (24) até sexta (28)

Os funcionários do Banco do Brasil voltam às urnas nesta segunda-feira, dia 24, para eleger em segundo turno seu representante ao Conselho de Administração do banco, o Caref. Os dois candidatos mais votados no primeiro turno, Rafael Matos e Ronaldo Zeni, disputam até sexta-feira, dia 28, o voto de cada colega do BB.

A Contraf-CUT segue a grande maioria dos seus sindicatos filiados em todo o Brasil e apoia Rafael Matos, matrícula F8369846, por considerar que ele é o que reúne melhores condições de levar até a alta direção do BB a voz do funcionalismo e defender no colegiado de decisões estratégicas do banco a visão dos funcionários.

“Rafael tem experiência de luta como dirigente sindical bancário e está comprometido com as demandas dos funcionários. Por contar com apoio maciço e atuar junto com o movimento sindical, ele terá mais peso na defesa dos interesses do funcionalismo”, afirma William Mendes, secretário de Formação da Contraf-CUT e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

A relação do banco com os funcionários está muito ruim. Precisa deixar de ser autoritária e se pautar pela transparência, pelo respeito e pelo reconhecimento ao esforço de todos os que constroem o banco. A Contraf-CUT acredita que Rafael defenderá, no Conselho de Administração, melhorias nas relações de trabalho, combaterá o assédio moral e as metas abusivas e defenderá maior participação das mulheres nos cargos diretivos.

“Rafael também defenderá o fortalecimento do papel público do BB, para que o banco deixe de ser somente uma loja de venda de produtos de seguridade. O BB precisa ser cada vez mais o grande agente do crédito produtivo para gerar emprego e renda, atuando para fortalecer políticas públicas como a redução da taxa de juros e o aumento na concessão de crédito”, acrescenta William.

“O grande diferencial é que o Rafael vai trabalhar em sintonia com a Contraf-CUT e a grande maioria dos sindicatos. Em experiências anteriores de conselheiro eleito de administração do BB, na década de 1990, tivemos representantes que atuaram como oposição, dividindo o funcionalismo e enfraquecendo a nossa luta”, alerta William.

A Contraf-CUT também acredita que Rafael será o Caref de todos os segmentos do funcionalismo, do escriturário ao gerente, do comissionado ao caixa, do analista ao assistente, dos homens e das mulheres. E por isso defende a sua candidatura.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster