Crédito: Seeb Ceará
Seeb Ceará

Assinatura do acordo e negociação sobre compensação dos dias parados

Em clima de grande consternação e tristeza, em virtude do falecimento repentino do presidente do Sindicato dos Bancários de Sergipe, José de Souza, aos 56 anos de idade, a Contraf-CUT, federações e sindicatos assinaram na manhã desta terça feira (21), com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), em Fortaleza, o acordo coletivo aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de 2014/2015. O presidente do banco, Nelson Antônio de Souza, participou da solenidade.

Para o secretário-geral da Contraf-CUT, Carlos de Souza, o acordo garante conquistas econômicas e sociais. “Tivemos avanços importantes nesta campanha. Há grande expectativa na melhoria das condições de trabalho e de saúde, diante do compromisso do banco de contratar mais 1.300 funcionários e da instalação de um programa similar ao Programa de Assistência Social (PAS) do Banco do Brasil. O BNB também se comprometeu a cumprir o acordo do ponto eletrônico e implantar o vale-cultura”, destacou.

O aditivo garante reajuste salarial de 8,5% e valorização de 9% no piso, que terá alcance em todos os níveis do PCR. Também assegura a criação de mais um nível, com promoção mediante desempenho da carteira, para os gerentes de negócios do Pronaf, que têm remuneração inferior aos demais gerentes de negócios da instituição, além da efetivação dos caixas substitutos, entre outros avanços.

Compensação dos dias parados

Em rodada de negociação ocorrida nesta segunda-feira (20) sobre o não desconto dos dias parados na greve, ficou definido que os bancários do BNB que trabalham seis horas terão até o dia 18 de novembro para fazer a compensação e os que fazem oito horas terão até o dia 28 de novembro, na proporção de uma hora por dia.

Perda de Souza abala bancários

A morte de Souza chocou os bancários do BNB. Ele havia participado da negociação sobre a compensação dos dias parados. Como não tinha chegado ao ato de assinatura, alguns companheiros foram procurá-lo no hotel, onde foi encontrado já sem vida.

“Ficamos profundamente abalados com essa perda tão repentina desse grande companheiro e, conjuntamente com o companheiro Emanuel Souza, presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, nos mobilizamos para ajudar a família e os companheiros do Sindicato de Sergipe neste momento tão difícil e doloroso”, destacou Carlos de Souza.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster