evento_colombia.jpg
evento_colombia.jpgA Contraf-CUT participou nesta quinta-feira, 16, do XXXI Congresso Nacional de Delegados da UNEB, União Nacional dos Empregados de Bancos da Colômbia. O evento debateu nesta tarde "A Crise Financeira Mundial e Nacional: Impactos e alternativas desde os trabalhadores".

Vários palestrantes analisaram os aspectos da crise, sendo o mais importante que esta é uma crise sistêmica do modelo capitalista e que as conseqüências dela não podem ser apresentada aos trabalhadores pagarem com seus empregos ou reduções de salários e piora nas condições de trabalho.

"A América Latina já sente os impactos da crise. Mais de um milhão de pessoas perderam o emprego no ultimo ano e a perspectiva até o final de 2009 é chegar a 3 milhões de pessoas", afirmou Ricardo Jacques, secretario de relações internacionais da Contraf-CUT, que participou como expositor no debate. "Os sindicatos, junto com a sociedade civil organizada, precisam ser ouvidos pelos governos e organismos internacionais para a construção de um novo modelo de sistema financeiro. Neste sentido, estamos determinados a produzir um sistema financeiro como instrumento para o desenvolvimento e distribuição de renda em todo o mundo". propôs Ricardo.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster