Crédito: Seec Pernambuco
Seec PernambucoA Contraf-CUT lamenta a trágica morte, na manhã desta quarta-feira (13), de Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB a presidente da República. Ele tinha 49 anos e morreu em um acidente aéreo na cidade de Santos (SP), junto com outros quatro assessores e os dois pilotos do jato. 

“Neto do ex-governador Miguel Arraes, ele governou Pernambuco por dois mandatos, foi ministro do governo Lula e agora disputava pela primeira vez a presidência da República, defendendo um desenvolvimento sustentável do País”, afirmou Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.

Para a presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Jaqueline Mello, apesar das divergências políticas, a perda é irreparável. “A morte nos coloca diante de nossa própria humanidade. A interrupção trágica da trajetória de um homem como Eduardo Campos é chocante para o país e, em especial para os pernambucanos”, ressaltou.

Projeto-piloto

Eduardo Campos foi um dos parceiros da Contraf-CUT e do Sindicato no projeto-piloto de segurança bancária, realizado em Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. A iniciativa negociada entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban foi incluída no Programa Pacto pela Vida, do governo do estado, conforme protocolo assinado (fotos) no dia 14 de maio de 2013, na capital pernambucana, com a presença do então governador. Isso assegurou a participação das polícias militar e civil no acompanhamento dos trabalhos.

O projeto-piloto garantiu a instalação de diversos equipamentos de segurança, que trouxeram resultados positivos para trabalhadores e clientes. Na época, Eduardo Campos afirmou: “O projeto é resultado de um largo entendimento que envolveu o governo, o Ministério Público, os trabalhadores e os bancos. Ele está assentado em valores que prezamos muito, de respeito aos direitos humanos e fortalecimento da democracia. Espero que tenha vida longa”.

Solidariedade

Para Jaqueline, “as diferenças políticas e o fato de estarmos em lados diversos não impedem que a gente reconheça as qualidades do ex-governador e, sobretudo, lamente profundamente sua perda. Estamos todos consternados. O Sindicato está solidário à família e amigos neste momento de dor”. 

“Manifestamos também os sentimentos de pesar e solidariedade aos seus familiares, amigos e militantes do PSB neste momento difícil para todos”, frisou o presidente da Contraf-CUT.

A CUT também distribuiu nota de pesar à família de Eduardo Campos. “Toda a nossa solidariedade aos filhos, esposa, mãe, amigos e familiares”, salientou o presidente da CUT, Vagner Freitas.

“Estendemos nosso pesar e solidariedade aos familiares dos pilotos Geraldo Cunha e Marcos Martins, o assessor de imprensa Carlos Augusto Leal Filho, o fotógrafo Alexandre Gomes e Silva e ainda Pedro Valadares Neto e Marcelo Lira, que também morrem neste acidente e a direção e militância do Partido Socialista Brasileiro”, concluiu Vagner. 


Fonte: Contraf-CUT com Seec Pernambuco e CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster