vidro bco atingido

vidro bco atingido A Contraf-CUT, federações e sindicatos retomam na próxima segunda-feira (25), às 15h, a mesa temática de Segurança Bancária com a Fenaban, em São Paulo. Trata-se da primeira reunião em 2013.

“A Fenaban deverá apresentar a estatística de assaltos e ataques a bancos referente ao ano de 2012, conforme estabelece a convenção coletiva”, afirma Ademir Wiederkehr, secretário de imprensa da Contraf-CUT e coordenador do Coletivo Nacional de Segurança Bancária.

“O acesso ao levantamento dos bancos foi uma das conquistas da Campanha Nacional dos Bancários de 2010”, destaca Ademir. A previsão está no item “d” da Cláusula 31ª – Segurança Bancária – Procedimentos especiais – da Convenção Coletiva de Trabalho de 2012/2013, conforme abaixo:

“d) os dados estatísticos nacionais sobre ocorrências de assaltos e ataques, cujos roubos tenham sido consumados ou não, serão discutidos, semestralmente, até a primeira quinzena de fevereiro e até a primeira quinzena de agosto, na Comissão Bipartite de Segurança Bancária, referida na Cláusula 45ª desta Convenção.”
Números anteriores da Febraban

Confira os números já apresentados em mesa temática pela Fenaban:

. 2000 – 1.903
. 2001 – 1.302
. 2002 – 1.009
. 2003 – 885
. 2004 – 743
. 2005 – 585
. 2006 – 674
. 2007 – 529
. 2008 – 509
. 2009 – 430
. 2010 – 369
. 2011 – 422
. 2012 (1º semestre) – 200

Conforme a Fenaban, esse levantamento inclui somente assaltos, consumados ou não, inclusive com situações de sequestros.

“Esperamos que a Fenaban abra também os números de arrombamentos, que cresceram muito nos últimos anos, inclusive com o uso de explosivos em vários estados do país. Esses ataques trazem insegurança para trabalhadores e clientes”, destaca Ademir.

Também não fazem parte da estatística da Fenaban os crimes de “saidinha de banco”, que começam dentro das agências e hoje provocam o maior número de mortes em assaltos envolvendo bancos, conforme revela a pesquisa nacional da Contraf-CUT e Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV) com apoio do Dieese.

Reunião do Coletivo Nacional de Segurança Bancária

A Contraf-CUT realiza antes da mesa temática uma reunião do Coletivo Nacional de Segurança Bancária às 10h, na sede da Confederação (Rua Líbero Badará, 158 – 1º andar), no centro de São Paulo.

O coletivo é formado por dirigentes de sindicatos e federações de todo país.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster