Setores da indústria beneficiados com incentivos fiscais do governo não estão garantindo emprego aos trabalhadores. É o que revelam dados do Ministério do Trabalho e Emprego e da Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp). As montadoras, as que mais receberam desonerações tributárias, por exemplo, mais demitiram do que contrataram.

De acordo com informações do Caged, as indústrias de materiais de transporte, categoria que inclui fabricantes de autopeças e montadoras, tiveram saldo negativo de 0,55% em relação ao emprego no mês de junho, resultado pior que os de maio e de abril.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) vem denunciando desde o início do ano a postura das empresas que receberam algum tipo de ajuda do governo, mas mesmo assim continuam demitindo. A entidade que representa os trabalhadores defende que o governo cobre contrapartidas sociais dessas empresas, como a manutenção do emprego.

Fonte: Seeb São Paulo com Folha de S.Paulo

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster