LanCamp2014 3

LanCamp2014 3
O Sindicato dos Bancários da Paraíba fez o lançamento da Campanha Nacional dos Bancários 2014, nesta terça-feira, 12 de agosto, em João Pessoa – PB. A atividade começou com um ato público em frente ao condomínio do Banco do Brasil, na Praça 1817, de onde os bancários seguiram em passeata e percorreram as principais agências dos bancos que atuam no Centro da capital.

Portando faixas, cartazes e acompanhados de dois atores, que representaram o “cabo de guerra” entre banqueiro x bancários, a categoria explicava à sociedade o que estava reivindicando, bem como preprando o espírito da população para uma possível greve, caso os banqueiros ajam com a intransigência histórica de sempre.

Além da parte humorística, uma orquestra de frevos fez a alegria de bancários, clientes e a sociedade pessoense que estava nos bancos, nesta terça-feira.

As atividades de lançamento da Campanha na base do Sindicato dos Bancários da Paraíba prosseguem nesta quarta-feira (13) pelo corredor financeiro da Epitácio Pessoa, rumo à praia. Na quinta-feira os bancários vão lançar a campanha no Brejo Paraibano (Guarabira, Bananeiras e Solânea) durante o dia. À noite, acontece o Encontro Regional dos Bancários do Brejo, às 19h, no auditório da Rádio Rural, em Guarabira.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, o lançamento da Campanha Nacional aqui na capital paraibana foi um sucesso. “A forma descontraída, através de encenações cômicas do cotidiano dos bancários, nos locais de atendimento, chamou a atenção de clientes e usuários de serviços bancários, e ensejou um ambiente tranquilo para pedirmos o apoio da sociedade em prol da nossa luta, que também é deles. E isso foi muito positivo”, concluiu.

Principais reivindicações:

> Reajuste salarial de 12,5%.
> PLR: três salários mais R$ 6.247.
> Piso: R$ 2.979,25 (salário mínimo do Dieese em valores de junho).
> Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 724,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).
> Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.
> Emprego: fim das demissões e da rotatividade, mais contratações, proibição às dispensas imotivadas, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PL 4330 na Câmara Federal, do PLS 087 no Senado e do julgamento de Recurso Extraordinário com Repercussão Geral no STF. 
> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS): para todos os bancários;
> Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós;.
> Prevenção contra assaltos e sequestros: cumprimento da Lei 7.102/83 que exige plano de segurança em agências e PABs, garantindo pelo menos dois vigilantes durante todo o horário de funcionamento dos bancos; instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento das agências; e fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários. 
> Igualdade de oportunidades para todos, pondo fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).

Fonte: SEEB – PB

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster