A polícia prendeu dois jovens suspeitos de participação nos três assaltos registrados em duas agências bancárias localizadas no campus da Universidade Federal de Campina Grande no meses de junho e julho deste ano. As prisões aconteceram na noite da terça-feira (17) no bairro Monte Santo em Campina Grande, no Agreste paraibano.
 

De acordo com o delegado Glauber Fontes, Roubos e Furtos, os outros dois suspeitos de participação nos crimes já foram identificados. Com os jovens de 21 e 22 anos a Polícia Civil apreendeu uma arma, munições e uma pequena quantidade de maconha.
 
O delegado explicou que a quadrilha é especializada em assalto a bancos e que os integrantes se revezam para praticar os assaltos. Os dois suspeitos confessaram para polícia que participaram do assalto a uma agência bancária na UFCG em junho deste ano, mas negaram qualquer tipo de participação nos dois últimos crimes registrados na segunda-feira (16). Eles serão encaminhados para um presídio de Campina Grande.
 
O delegado disse ainda que já identificou o líder do quadrilha. “Ele tem atuação forte em Pernambuco e tem mandados de prisão expedidos”, disse Glauber Fontes.
 
Por conta da onda de assaltos a bancos, o Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região resolveu, na terça-feira (17), fechar as agências localizadas no campus da UFCG até que uma providência seja tomada. "É uma medida que para longo e médio prazo contribuirá na segurança da universidade porque há um fluxo grande de entrada e saída de carros e de pessoas em todos os portões e não é feito nenhum tipo de triagem, fiscalização. Assim, a segurança fica vulnerável", denunciou o secretário geral do sindicato, Esdras Luciano. 
 
Fonte: SEEB – PB, com G1 Paraíba

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster