Crédito: Sintraf JF
Sintraf JF
Assembleia rejeitou propostas insuficientes dos bancos

Foi aprovada por unanimidade, no início da noite desta quarta-feira (24), durante assembleia no Sindicato dos Bancários da Zona da Mata e Sul de Minas Gerais, a deflagração da greve da categoria por tempo indeterminado a partir do dia 30 de setembro.

A mobilização dos bancários e bancárias se pauta não apenas nas questões econômicas, mas também nas melhores condições de trabalho, na necessidade de mais emprego, mais segurança e o fim das metas abusivas.

A Fenaban apresentou na última sexta-feira (19), durante a sétima rodada de negociações da Campanha 2014, uma proposta rebaixada, que não atende as reivindicações da categoria e é injusta se comparada ao ganho bilionário dos bancos.

A exemplo das propostas de caráter social, o Comando Nacional dos Bancários também considera insuficientes as propostas econômicas que incluem reajuste de 7% no salário (0,61% de aumento real), na PLR e nos auxílios refeição, alimentação e creche, além de 7,5% no piso (1,08% acima da inflação).

De acordo com o secretário-geral do Sintraf JF, Carlos Alberto Nunes, não se consegue nada dos bancos se a categoria não se mobilizar, como acontece todos os anos.

“O Comando tentou de todas as formas negociar, no entanto as propostas apresentadas pela Fenaban, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal foram insuficientes e não atendem às nossas reivindicações. A apresentação do índice acima da inflação surpreendeu, no entanto não atende ao proposto pela categoria, pois o aumento real não é nada perto do que trabalhamos”, afirma.

Segundo o presidente do Sintraf JF, Robson Marques, o que é bom para os banqueiros na maioria das vezes não é bom para os bancários. “Precisamos ir às ruas, cruzar os braços e convocar a categoria a se unir, até que os bancos se curvem a nossa luta, reconheçam o nosso trabalho e nossa dignidade. Nós somos uma categoria bem organizada e temos coragem de lutar contra os abusos do sistema financeiro”, destaca Robson.

Como orientação do Comando Nacional dos Bancários, os outros 133 sindicatos representados pela Contraf-CUT devem realizar assembleias nesta quinta-feira (25) para avaliar a proposta apresentada pela Fenaban e deliberar igualmente sobre a greve.

Fonte: Contraf-CUT com Sintraf JF

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster