acorda_palhacada.jpg

Crédito: Gerardo Lazzari/Seeb SP
acorda_palhacada.jpgRepresentantes dos funcionários do Banco do Brasil cobraram da direção da instituição em ato realizado em frente ao Complexo Super, na Avenida Paulista, o combate ao assédio moral, melhorias no plano de saúde (Cassi) e um plano de carreira justo. Com a presença de um palhaço malabarista, os trabalhadores cobraram o fim dessa palhaçada.

"Mais uma vez levamos a um local de trabalho esclarecimentos e o debate sobre temas que interessam diretamente a todo o funcionalismo do Banco do Brasil", diz Hugo Tomé Aquino, diretor do Sindicato. "O banco precisa tratar seriamente o plano odontológico e o pagamento das substituições", completa.

A manifestação faz parte da campanha Acorda BB, que tem como mote a frase Quem Sabe Faz a Hora. A mobilização foi lançada pelo Sindicato no dia 18 de maio, com um ato no Complexo São João do banco, no centro da cidade. Logo depois, aportou no Complexo Verbo Divino, zona sul da capital. Também foi ao Complexo São Luiz, região da Paulista, onde foram realizadas reuniões e foi distribuído material de campanha.

As reivindicações cobradas na campanha foram aprovadas por representantes dos bancários de todo o país durante o 20º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil, realizado entre os dias 24 e 26 de abril, em Brasília.

Fonte: Seeb SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster