Um dos objetivos é ampliar a mobilização pela igualdade de direitos

O 3º Encontro Nacional de Isonomia dos Empregados da Caixa Econômica Federal, convocado por deliberação do 30º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef), realizado entre os dias 6 e 8 de junho, em São Paulo (SP), acontece neste sábado (30), em Brasília, das 9h30 às 18h, com a participação de delegados de todo o país.

O encontro terá a participação da deputada federal Erika Koyay (PT-DF) e da representante suplente eleita dos empregados no Conselho de Administração da Caixa, Maria Rita Serrano.

Um dos objetivos é ampliar a mobilização pela igualdade de direitos e benefícios entre trabalhadores, buscando assim intensificar a pressão sobre o Congresso Nacional – deputados federais e senadores – pela aprovação do projeto de lei 6.295/2005, que prevê isonomia entre os trabalhadores da Caixa, Banco do Brasil, Banco do Nordeste (BNB) e Banco da Amazônia.

A isonomia é uma das prioridades da Campanha Nacional 2014, sendo considerada imprescindível para corrigir uma grave injustiça da era Fernando Henrique Cardoso. Na Caixa, os trabalhadores buscam que todos os bancários que ingressaram no banco após 1998 tenham direito ao Adicional por Tempo de Serviço (ATS) e à licença-prêmio.

A retirada desses benefícios foi resultado dos ataques neoliberais do governo FHC, que visavam a privatização de instituições financeiras públicas. Nessa época, na Caixa, foram criados dois segmentos de trabalhadores com direitos diferenciados para quem entrou antes e após 1998.

De 2003 para cá, lutas e greves garantiram conquistas em pontos como Apips, parcelamento do adiantamento de férias, Saúde Caixa, Novo Plano da Funcef e unificação do Plano de Cargos e Salários (PCS). Faltam, agora, ATS e licença-prêmio.

Na Caixa, a luta pela igualdade de direitos entre empregados prevê que a licença-prêmio corresponda a 18 dias de folga por ano, enquanto o ATS, também chamado anuênio, precisa garantir o reajuste de 1% no salário por ano, acumulável até atingir o teto de 30%.

Confira a programação:

9h30 – Abertura.

9h45 – Aprovação do regimento interno.

10h – Apresentação: projeto de lei nº 6.259/2005 – deputada federal Erika Koyay (PT/DF).

11h – Apresentação: “A luta pela isonomia de 1998 a 2014” – Maria Rita Serrano, representante suplente dos empregados no Conselho de Administração da Caixa.

12h30 – Almoço.

14h – Debate das propostas dos encontros estaduais/regionais.

Fonte: Contraf-CUTcom Fenae

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster