Está em vigor desde segunda-feira, dia 8, a lei municipal que obriga as instituições financeiras de Araraquara a instalar e manter em funcionamento adequado câmeras de vídeo em suas áreas externas, para prevenir os chamados roubos em ‘saidinha de banco’.
 

O projeto, de autoria do vereador Carlos Nascimento (PT), sancionado pelo presidente da Câmara Municipal, Aluísio Braz, o Boi (PMDB), em 8 de junho deste ano, determina que as câmeras devem ser instaladas em cada local de entrada e saída e/ou passagem externa obrigatória.

A lei determina que o monitoramento seja realizado por meio de gravação dos locais a serem protegidos 24 horas por dia e que as imagens sejam guardadas pelo período mínimo de seis meses. O não cumprimento da lei implicará em multa diária no valor de 100 Unidades Fiscais do Município (UFM), que corresponde a R$ 3.567.

Para Nascimento, "internamente, os bancos e instituições financeiras dispõem de sistemas de segurança com vigilantes armados, portas giratórias com detector de metal e câmeras de vídeo, mas os assaltantes adaptaram suas ações para as áreas externas, onde a segurança é ineficiente".

Boi acredita que a lei ajudará coibir a ocorrência do crime na ‘saidinha de banco’, quando os assaltantes, geralmente em dupla, abordam clientes que fizeram saques em dinheiro.

Normalmente, um dos bandidos fica no interior da agência bancária observando os clientes e, por celular, avisa ao comparsa que está de motocicleta na rua sobre as vítimas. Segundo a polícia, a ação é rápida e surpreendente e, muitas vezes, a vítima não consegue identificar o ladrão.

Fonte: Luís Augusto Zakaib – Araraquara.com

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster