O Banco do Brasil espera a aprovação do Banco Central (BC) para realizar o pagamento de R$ 3,75 bilhões ao Votorantim. Outros R$ 450 milhões serão desembolsados após seis meses. Ao todo, a instituição pública pagará R$ 4,2 bilhões pela compra 50% do capital total do Banco Votorantim e 49,99% do capital votante.

Desse total, R$ 3 bilhões serão destinados diretamente à Votorantim Finanças S.A., holding que controla o banco da família do empresário Antônio Ermírio de Moraes. Outros R$ 1,2 bilhão serão utilizados no aumento de capital do Banco Votorantim.

Segundo apresentação enviada ao mercado pelo BB nesta segunda-feira, em cerca de 15 dias o banco federal deverá fazer a entrega do protocolo da documentação junto ao BC. Após a aprovação da autarquia, o pagamento será efetuado. A instituição espera que a liquidação financeira ocorra em abril.

O BB estima ainda que a operação traga um lucro adicional de R$ 0,03 por ação. Dessa forma, o lucro por ação passaria de R$ 2,76 para R$ 2,79, crescimento de 1,2%. A estimativa não leva em conta eventuais sinergias. A conta foi feita levando em conta o lucro das duas instituições nos 12 meses encerrados em setembro de 2008, o número de ações do BB e o custo de oportunidade da operação.

Fonte: O Estado de São Paulo / Ana Paula Ribeiro, da Agência Estado

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster