A insegurança continua preocupando bancários, vigilantes e clientes. Duas agências foram encontradas arrombadas na segunda-feira, dia 30, no Rio Grande do Sul – uma unidade do Banco do Brasil em São Leopoldo e uma do Sicredi em Santa Bárbara do Sul. Com as ocorrências, o Estado totaliza 20 ataques a bancos somente nos primeiros três meses do ano, uma estatística de medo.

O descaso com a proteção da vida de trabalhadores e clientes e o descumprimento de leis de segurança pelos bancos facilitaram o assalto a postos e agências. Os banqueiros ignoram critérios fundamentais, como a colocação da porta giratória com detector de metais antes do autoatendimento, câmeras de monitoramento, maior número de vigilantes e instalação de vidros blindados nas fachadas.

Esse foi o sétimo ataque a bancos neste mês, de acordo com o levantamento mensal do SindBancários, com base em notícias da imprensa e informações da categoria. No ano passado foram registrados 153 ocorrências, das quais 56 na Capital e 97 no Interior, um crescimento de 9,28% em relação a 2007.

O Sindicato dos bancários de Porto Alegre e região (SindBancários) cobra mais investimentos dos bancos, bem como mais segurança pública do governo Yeda, além de atualização com avanços da lei federal 7.102/83 e melhoria da fiscalização das leis existentes.

As últimas ocorrências

Banco do Brasil

O cofre da agência do Banco do Brasil no bairro Rio Branco, em São Leopoldo, no Vale do Sinos, foi encontrado arrombado pela manhã. Devido ao sistema de câmeras de vigilância, a polícia sabe que o crime ocorreu na madrugada de sábado.

Um homem foi flagrado entrando no local usando máscara, no sábado. Em seguida, os equipamentos foram virados para não captarem mais imagens. O alarme não soou quando o criminoso entrou no prédio pelo telhado. O arrombamento do cofre só foi percebido por volta das 10h30min, quando funcionários ingressaram na sala localizada no fundo da agência.

De acordo com o comandante da Brigada Militar de São Leopoldo, tenente-coronel Carlos Magno Oliveira, foram encontrados maçarico, picareta, martelo e luvas, entre os materiais utilizados para abertura do cofre.

Sicredi

Em Santa Bárbara do Sul, no noroeste do Estado, criminosos entraram na agência do Sicredi no fim de semana e levaram cerca de R$ 35 mil em dinheiro e cheques do cofre.

Como não há câmeras de vigilância e o alarme não disparou durante a invasão do prédio, até ontem a polícia não sabia quando o furto tinha ocorrido. Conforme a delegada Aline Martinelli, pode ter acontecido entre a noite de sexta-feira e a madrugada de segunda-feira.

Nesta segunda, por volta das 8h30, funcionários perceberam que o cofre estava aberto em uma das salas no interior da agência. Os criminosos entraram e saíram do prédio pelo telhado.

Estatítica do medo – Março de 2009

1. Dia 2: Caixa Econômica Federal – Garibaldi: tentativa de assalto com morte de dois clientes
2. Dia 3: Banrisul – Faxinalzinho: assalto
3. Dia 3: Sicredi – Faxinalzinho: assalto
4. Dia 10: Banrisul – Caxias do Sul (Posto Vila Oliva): assalto com cliente feito refém
5. Dia 13: Itaú – Triunfo: assalto com vigilante ferido
6. Dia 30: Banco do Brasil – São Leopoldo: arrombamento
7. Dia 30: Sicredi – Santa Bárbara do Sul: arrombamento

Fonte: Seeb Porto Alegre, com Zero Hora

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster