O Tesouro americano anunciou nesta segunda-feira as novas modalidades de socorro aos bancos em crise. Se o setor privado não tiver interesse ou dinheiro suficiente, o governo vai emitir ações para ter controle sobre os bancos -um caminho aberto para a estatização.

Essas modalidades de socorro, que explicam como o Tesouro levará adiante o plano de estabilidade financeira votado pelo Congresso em outubro, serão aplicadas a partir desta quarta-feira.

As autoridades americanas consideravam nesta segunda-feira a possibilidade de uma nacionalização dos bancos que enfrentam maiores dificuldades, uma eventualidade há muito tempo discutida, mas que o Tesouro quer evitar fazendo um apelo aos capitais privados.

O "Plano de Assistência em Capital", sobre o qual foram anunciados detalhes, oferece o esperado esclarecimento, já que a questão da nacionalização dos bancos foi intensamente debatida nos Estados Unidos nas últimas semanas.

O Tesouro explicou que nacionalizará bancos apenas em último caso. A primeira etapa consistirá em avaliar "as necessidades em capitais dos grandes estabelecimentos bancários americanos (…) no contexto econômico mais difícil".

Para os bancos com necessidade de capital, haverá "oportunidade de buscar, primeiro, fontes privadas de capital", explicou o Tesouro. Se a oferta privada não for suficiente, as finanças públicas serão colocadas à disposição.

Fonte: UOL

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster