Reguladores nos EUA vão propor hoje que o pagamento de metade dos bônus dos executivos das maiores instituições financeiras seja adiado por pelo menos três anos, como parte dos esforços para refrear os riscos excessivos, revelaram duas pessoas familiarizadas com a proposta.

A ideia, que será apresentada numa reunião do conselho da agência de garantia de depósitos bancários (FDIC), se aplica aos executivos seniores de empresas financeiras com US$ 50 bilhões ou mais em ativos, como o Bank of America Corp, a JPMorgan Chase & Co, o Goldman Sachs Group Inc e a Morgan Stanley.

Muitos bancos já estão adiando os pagamentos de seus executivos mais bem pagos.

Fonte: O Estado de S.Paulo/Reuters
 
 
Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster