Movimento continua em 24 das 38 bases sindicais do Rio Grande do Sul

A Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul vem a público esclarecer que a greve no Banrisul continua em 24 bases sindicais do estado. Alguns veículos de comunicação divulgaram informações equivocadas ao longo desta semana, afirmando que a greve era mantida somente na Capital e Região Metropolitana.

De acordo com os resultados das assembleias ocorridas nesta terça-feira (14), a greve continua nas bases dos sindicatos de Bagé, Bento Gonçalves, Camaquã, Carazinho, Caxias do Sul, Cruz Alta, Erechim, Horizontina, Lajeado, Litoral Norte, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Rio Pardo, Rosário do Sul, Santa Maria, Santiago, Santo Ângelo, São Leopoldo, Uruguaiana, Vacaria e Vale do Caí.

Após cinco rodadas de negociação específica e uma reunião de mediação no Tribunal Regional do Trabalho, as contrapostas apresentadas pelo banco foram rejeitadas pela maioria das assembleias.

A Fetrafi-RS esclarece que a representação dos trabalhadores sempre esteve aberta ao diálogo com o Banrisul, a fim de selar a renovação do acordo coletivo de trabalho. A assinatura do acordo deveria ser o resultado concreto de negociações efetivas, com avanços para os banrisulenses.

Entretanto, a direção do banco não respeitou a decisão da maioria dos funcionários – que consideraram as propostas do Banrisul insuficientes e decidiram manter a greve – e optou pelo ajuizamento do Dissídio Coletivo.

A Fetrafi-RS reitera a disposição para a retomada do diálogo com a direção do Banrisul a qualquer momento, a fim de negociar condições efetivas, para a construção de uma contraposta capaz de viabilizar o retorno dos banrisulenses ao trabalho.

Colegiado Executivo da Fetrafi-RS

Fonte: Fetrafi-RS

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster