Crédito: Seeb Florianópolis
Seeb Florianópolis O Sindicato dos Bancários de Florianópolis e Região realizou na quinta-feira, dia 9, um ato em protesto pela falta de funcionários nas agências do Santander. Os clientes do banco têm sido submetidos recorrentemente à espera na fila por até duas horas para receber o atendimento.

Considerando que o tempo máximo estabelecido para o atendimento aos clientes de acordo com lei municipal nº 699/2002 é de 20 minutos em dias normais e de 30 minutos em véspera de feriados prolongados, ou após os mesmos, a população está diante de uma situação de flagrante desrespeito a lei e aos cidadãos.

O nível de estresse no trabalho é altíssimo, pois os clientes muitas vezes acabam sendo hostis com os funcionários pela demora para receber atendimento. A falta de funcionários tem levado os gestores responsáveis pela marcação de férias, a agendar para gozo 20 dias, sendo que os outros 10 dias são convertidos em abono pecuniário.

Essa situação configura um desrespeito ao direito do trabalhador, tendo em vista que de acordo com a CLT – Art. 143 compete ao empregado decidir sobre a opção pelo recebimento em forma de abono pecuniário, ou seja, vender 10 dias.

Em reunião no dia 25 de maio, os representantes do banco, quando questionados pelas entidades sindicais quanto ao problema da falta de funcionários nas agências, informaram que as redes têm total autonomia para efetuar contratações. Como essa situação já se arrasta há meses e nenhuma providência foi tomada até o momento, os bancários se viram forçados a paralisar as atividades, numa demonstração de total desacordo com essa política desumana do Banco Santander. Funcionários que se dedicam intensamente, proporcionando excelentes resultados a instituição, estão sendo submetidos a jornadas de trabalho exaustivas e acabando por adoecer.

Fonte: Seeb Florianópolis

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster