Todos os bancários que têm jornada de segunda a sexta, sejam de agências ou departamentos, e que participarem da integração tecnológica promovida pelo Santander neste final de semana terão garantido o direito a uma folga a ser gozada até setembro, além do pagamento dos custos de transporte, alimentação e das horas extras. A igualdade foi conquistada após mobilização do movimento sindical.

"Cobramos o que é direito dos trabalhadores: o tratamento igualitário", comemora Rita Berlofa, diretora executiva do Sindicato dos Bancários de São Paulo e funcionária do Santander. "Valeu a ação organizada dos sindicatos e dos bancários", diz Rita, ressaltando que a data escolhida para a folga deve ser definida de comum acordo com o gestor, mas respeitando também o interesse do trabalhador.

"Ou seja, não pode ser imposta no dia que for mais interessante apenas para o banco. A vontade do funcionário precisa ser respeitada". A dirigente explica, ainda, que caso o bancário tenha algum impedimento em comparecer à integração, isso deverá ser respeitado pelo banco.

Fonte: Contraf-CUT, com Seeb SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster