A Caixa Econômica Federal anunciou na última sexta-feira (6) a redução das taxas de juros para 20 linhas de crédito, para pessoa física e jurídica. A medida entra em vigor nesta segunda-feira (9). Segundo a instituição financeira, esta é a terceira redução de juros neste ano.

A fim de estimular a concorrência e reduzir os juros bancários, o Banco Central liberou nesta quinta (5) uma nova tabela sobre o ranking dos juros bancários. O conteúdo que compara as taxas já está disponível na primeira página do site do BC.

Em reunião com presidentes de bancos estatais no final do mês passado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou que os bancos públicos reduzissem suas taxas de juros e agilizassem a liberação de créditos para empresas e consumidores.

Para pessoa física, a taxa de juros mínima cobrada no cheque especial ficou estável em 1,37% ao mês e a máxima caiu de 7,35% para 6,89%; no consignado INSS, foi de 2,35% para 2,07%; na modalidade Micropenhor, de 1,90% para 1,70%; na Construcard, de 1,69% para 1,59%; e na de veículos, a mínima passou de 1,34% para 1,31% e a máxima, de 2,99% para 2,18%

Segundo a Caixa, em um empréstimo de R$ 30 mil para a compra de um veículo, por exemplo, no prazo de 36 meses, a economia do cliente será de R$ 3.456 no financiamento, com a redução da taxa de 2,99% para 2,18%.

"A Caixa cumpre o seu papel de banco público ao contribuir para minimizar o impacto da crise internacional na economia brasileira", afirmou em nota a presidente em exercício da Caixa, Clarice Coppetti.

Com a medida, o banco também pretende reforçar a expansão da carteira de crédito –cuja projeção da entidade é de 30% de expansão em 2009– e da participação de mercado.

No caso de pessoa jurídica, o banco reduziu de 3,86% ao mês para 3,48% ao mês a taxa das operações de capital de giro. Nas operações de desconto, a taxa mínima passou de 2,18% para 1,92% e a máxima, de 3,05% para 2,59%; em financiamento de máquinas, de 1,21% para 1,18% (mínima) e de 4,09% para 2,99% (máxima); e em antecipação de recebíveis, de 1,69% para 1,26% (mínima) e de 1,89% para 1,61% (máxima).

"Em operações de antecipação de recebíveis, em que a CAIXA já pratica um dos menores juros do mercado, a taxa mínima é de 1,26% a.m, a depender do recebível a ser antecipado", informou o banco.

Fonte: Folha Online

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster