Não é só o Bradesco que troca sua cúpula neste ano. O Itaú, cujo estatuto também determina a aposentadoria dos executivos com mais de 65 anos, também passa por um importante cronograma de sucessão de executivos.

Roberto Setubal, que será presidente do Itaú Unibanco, tem 56 anos e deve seguir por mais dez anos na ativa. Mas uma geração de executivos que comandou o banco desde os anos 90 começou a se aposentar no ano passado.

Os primeiros foram Luiz Antonio Rodrigues e Renato Cuoco, respectivamente os responsáveis por Crédito Imobiliário e Tecnologia do Itaú, que se aposentaram no ano passado. Neste ano, deve se aposentar Antonio Matias, vice-presidente-executivo de Marketing do banco e um dos principais executivos do Itaú.

Segundo analistas, a fusão com o Unibanco permitirá a chegada ao Itaú de um grupo de novos diretores, hoje com idades entre 40 e 50 anos para suceder a geração que se aposenta.

Nos demais bancos, os vice-presidentes e presidentes-executivos estão hoje na faixa de 50 anos e longe da idade usual de aposentadoria.

Fonte: Folha de São Paulo

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster