assembleia_banco_santander_real_009.jpg

assembleia_banco_santander_real_009.jpgNa noite desta segunda-feira, 23 de março, os funcionários dos bancos Santander e Real, aprovaram, em assembleia especifica, todas as propostas dos Acordo Coletivo Aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho Fenaban 2008/2009, Acordo de PPR do Banco Santander S/A e os Temos de Compromisso Banesprev e Cabesp.

O diretor do Sindicato e funcionário do Banco Real, Sivaldo Torres, acreditava que o auditório da Entidade fosse estar lotado, devido à importância do assunto em discussão, mas aceitou o resultado da assembleia. "Em que pese a pouca participação dos funcionários dos dois bancos, que foram convocados exaustivamente pela diretoria do Sindicato dos Bancários da Paraíba, a decisão é soberana e foi tomada democraticamente", enfatizou.

Conheça alguns dos principais pontos do acordo aprovado na assembléia de ontem à noite.

Licença remunerada pré-aposentadoria – Os bancários que estiverem até a dois anos de requererem a aposentadoria, poderão optar pela licença remunerada e gozá-la nos últimos 12 meses, que prevê o pagamento de todos os direitos, exceto vale transporte. Ou seja, os bancários que realizarem essa opção, poderão ficar nos 12 meses que precederem o período de aposentadoria afastados do banco recebendo salário, Participação nos Lucros e Resultados (PLR), vale refeição, auxílio-creche, auxílio-educação e também terão cobertura de plano de saúde. Trata-se de um programa voluntário e a adesão deverá ser feita pelo interessado com manifestação pessoal.

Programa de incentivo à aposentadoria – Os bancários que reúnem condições para se aposentar e os aposentados que ainda estão trabalhando no banco, terão direito a um abono indenizatório ao deixarem a instituição.

O abono varia de acordo com a faixa salarial:

Até R$ 2.000 – Abono de R$ 4.000
De R$ 2.000 até R$ 4.000 – Abono de R$ 6.000
De R$ 4.000 até R$ 8.000 – Abono de R$ 9.000
De R$ 8.000 até R$ 12.000 – Abono de R$ 12.000
Mais de R$ 12.000 – Abono de R$ 16 mil

Os bancários entre 21 e 25 anos de banco terão um acréscimo de 10% sobre o valor do abono, de acordo com sua faixa salarial. De 26 anos a 30 anos, 15% de acréscimo. De 31 anos em diante, o acréscimo será 20%.

Requisitos: Para ter direito à adesão à licença remunerada ou ao abono, o bancário tem de ter pelo menos 15 anos de banco. Quem já reunir condições para aderir, terá 30 dias a partir da assinatura do acordo para efetuar a solicitação. O acordo terá validade de 12 meses, a partir da assinatura do acordo, que se aprovado pela categoria, tem previsão de ocorrer no dia 30 de marco. Nesse período de 12 meses, assim que o bancário entrar em pré-aposentadoria terá 15 dias para aderir ao programa.

PLR proporcional – Outra importante conquista é o direito adquirido pelos trabalhadores que se aposentaram entre 2 de agosto e 31 de dezembro de 2008. Reivindicação antiga do Sindicato, esses trabalhadores receberão a PLR proporcional ao período trabalhado.

Auxílio-educação – Outra grave pendência para os trabalhadores foi resolvida na reunião do dia 13. As inscrições para o auxílio-educação poderão ser feitas entre os dias 16 e 26 de março e haverá pagamento retroativo.

Fonte: SEEB-PB, com Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster