Criminosos obrigaram o gerente de uma agência bancária da Vila Arens a retirar determinada quantia em dinheiro do cofre da instituição, depois de o renderem em casa, junto com sua família, e fazê-los reféns em cativeiro na Região, durante toda a madrugada de ontem.

De acordo com a polícia, as vítimas, incluindo a esposa e os três filhos do gerente, de dois, 11 e 14 anos, foram abordadas por três bandidos armados e encapuzados quando chegavam ao imóvel, localizado em Cabreúva, no carro da família.

Dois dos assaltantes teriam entrado no veículo e um deles assumido a direção, obrigando o casal a passar para o banco traseiro, junto com as crianças. Todos teriam sido cobertos com um lençol e levados a um cativeiro, permanecendo até a manhã de ontem. Segundo a Polícia Militar, enquanto os familiares permaneceram em poder dos assaltantes, o gerente foi obrigado a ir com seu veículo à agência, por volta das 9h, e retirar dinheiro dos cofres, cujo valor não foi revelado.

De volta ao carro, recebeu uma ligação em seu celular, do aparelho da esposa, na qual o interlocutor o orientou a seguir a uma estrada do Medeiros para entregar os valores. "Ele se dirigiu para o bairro e, quando passava com o carro por essa rua, um desconhecido saiu do meio do mato e mandou ele parar. Depois, pegou o dinheiro e disse para continuar em frente e retornar", contou o soldado Bruno Dias, responsável com o soldado Perez por apresentar a ocorrência na Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Segundo o policial, a família do gerente foi libertada em Campo Limpo Paulista, pouco tempo depois da entrega do montante retirado da agência. "Disseram que não foram agredidos; que foram, na verdade, bem tratados e alimentados", comentou. O PM informou que, indagado sobre o local em que permaneceu com os filhos, o casal chegou a comentar que se tratava de uma construção em meio a um matagal, onde "fazia bastante frio".

Fonte: Geraldo Dias Netto – Portal JJ

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster