A Agência central do Banco do Brasil em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, foi assaltada na última segunda, 9 de fevereiro. Como resultado, os meliantes conseguiram fugir com um malote contendo cerca de R$ 50.000,00. O valor seria utilizado no abastecimento de um dos inúmeros terminais eletrônicos existentes na agência.

O Gerente Geral da agência, o Sr. José Adalmir Pinheiro Gomes, atendendo orientação do Super. Regional, Sr. Fernando Carlos Pelisser – que trabalha no mesmo prédio, tem se recusado a emitir o CAT dos funcionários vítimas das assaltantes, contrariando frontalmente o procedimento determinado pelo Manual do Programa de Assistência a Vítimas de Assalto e Sequestro emitido pelo próprio Banco do Brasil que determina:

"A CAT é emitida para todos os funcionários presentes a ocorrência, mesmo que aparentemente não tenha sofrido lesão corporal ou distúrbio emocional que cause morte, perda ou redução, permanente ou temporária da capacidade laborativa."

A Diretoria do Sindicato dos Bancários de Campos (Seeb Campos), após vários contatos, enviou correspondência ao Super. e ao Gerente Geral cobrando a emissão do CAT e, caso não ocorra, adotará medidas judiciais no sentido de preservar o dreito legítimo dos funcionários do Banco do Brasil vítimas de tamanha violência.

Fonte: Seeb Campos

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster