Pesquisa divulgada nesta quarta-feira (11) pela Fundação Procon de São Paulo mostra que, em fevereiro, na comparação com janeiro, os juros médios do cheque especial passaram de 9,25% ao mês para 9,18% mensais – um recuo de 0,07 ponto percentual, marcando a segunda queda consecutiva dos juros, após sucessivas altas.

O estudo verifica as cobranças dos dez maiores bancos do País. Quanto ao empréstimo pessoal, também houve queda, de 0,12 ponto percentual da taxa, ficando em 5,89% ao mês.

Apesar dos decréscimos, a entidade recomenda aos consumidores que continuem cautelosos, planejando seu orçamento com critério, evitando dívidas e priorizando a subsistência da família. O crédito, segundo o Procon, só deve ser utilizado em caso de real necessidade, sendo que o consumidor deve recorrer ao cheque especial apenas em situações emergenciais e de curto prazo.

Por banco – A tabela abaixo mostra os valores cobrados nas instituições pesquisadas nos dois últimos meses e ainda destaca a menor e a maior taxa em cada modalidade:

Banco Cheque Especial (a.m.) Empréstimo Pessoal (a.m.)
janeiro fevereiro janeiro fevereiro
HSBC 9,65% 9,57% 4,62% 4,57%
Santander 9,85% 9,85% 6,69% 6,36%
Bradesco 8,64% 8,56% 5,99% 5,91%
Banco do Brasil 7,99% 7,91% 4,99% 4,60%
Caixa Econômica 7,49% 7,35% 4,44% 4,39%
Itaú 8,95% 8,87% 7,09% 7,01%
Safra 12,30% 12,30% 6,90% 6,90%
Nossa Caixa 8,80% 8,80% 4,90% 4,90%
Real 9,85% 9,70% 7,45% 7,35%
Unibanco 8,99% 8,91% 6,99% 6,91%
Média 9,25% 9,18% 6,01% 5,89%

Fonte: Procon-SP

Fonte: Portal Uol

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster