Marinaldo IMG 6098

Marinaldo IMG 6098O bancário vai receber também pensão vitalícia, plano de saúde, tratamento, medicamentos e PLR O Banco Santander  S/A foi condenado a pagar ao funcionário Marinaldo Soares Barbosa (foto) indenização por danos morais no valor de R$ 150 mil, pensão mensal no valor de R$ 3.072,24, garantindo ainda a integração de todos os aumentos concedidos à categoria no curso do benefício, bem como o pagamento das gratificações semestrais, natalinas e Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

 

O banco ainda foi condenado ao pagamento do plano de Saúde e arcar com todos os medicamentos e tratamentos necessários para as doenças profissionais adquiridas pelo reclamante. A decisão foi proferida pelo Juiz Titular da 5º Vara do Trabalho de João Pessoa, Dr. Paulo Henrique Tavares da Silva.

 

O empregado foi acometido de doença ocupacional – LER/DORT, enquanto desenvolvia suas atividades na empresa, passando a sentir fortes e constantes dores em seus membros superiores, conforme exames e atestados médicos juntados aos autos. A perícia judicial constatou as doenças ocupacionais e o Banco Santander foi condenado pelos danos causados à saúde do bancário.

 

MarceloAssuncao DSC 4085O Advogado Marcelo Assunção, parceiro do sindicato e responsável pela Ação, afirmou que “A sentença veio minimizar as consequências das péssimas condições de trabalho que os funcionários do Santander vem sendo expostos a vários anos, uma vez que os males causados são irreversíveis, ficando comprovados a culpa e o nexo causal entre as doenças e o labor desenvolvido por Marinaldo nos anos de trabalho dedicados ao banco”.

 

Para Jurandir Pereira, diretor responsável pelo Jurídico do Sindicato, esta decisão judicial serve como exemplo para que o Banco Santander comece a se preocupar com as condições de trabalho de seus funcionários. “Estamos fiscalizando as condições de trabalho e ajuizando ações que busquem a reparação dos danos causados por doenças ocupacionais de todos os nossos companheiros”, arrematou.

 

Para o presidente do Sindicato, Marcos Henriques, essa vitória não foi somente do Sindicato. “A decisão judicial foi uma vitória dos trabalhadores, especialmente dos bancários. O exemplo de Marinaldo Barbosa, de procurar o Sindicato e o escritório parceiro quando se sentiu totalmente debilitado pelas doenças ocupacionais, sem que o Santander tomasse os devidos cuidados para lhe proteger, serve para todos os trabalhadores bancários que estejam na mesma situação. Estamos de braços abertos e preparados para acolher e encaminhar à Justiça, todos os companheiros que estejam necessitando de apoio para reparar os males sofridos em nome da ganância dos banqueiros”, concluiu.

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster