A desconfiança do gerente do Banco do Brasil da avenida Patrício Lima, no bairro Humaitá, em Tubarão, no interior de Santa Catarina, evitou um golpe na tarde de quinta-feira (19). Por volta das 16h30, três homens armados com duas pistolas e uma espingarda calibre 12 entraram na agência vestidos como vigilantes da Prosegur – empresa de transporte de valores. O grupo chegou em um Celta branco com adesivos plotados da seguradora.

Eles chegaram a entrar no banco, já fechado ao atendimento ao público, e um deles foi conversar com o gerente solicitando o movimento do dia. Desconfiado com a ação dos falsos seguranças, o bancário foi até uma sala e contatou a empresa Prosegur.

Nesta hora, ele recebeu a notícia que se tratava de falsificadores, bandidos e, de imediato, ligou para a Polícia Militar. Os bandidos também desconfiaram da demora do gerente e fugiram antes da chegada dos policiais.

"Fizemos várias rondas na cidade e rodovias, mas não encontramos o carro dos suspeitos. Há indícios fortes que estavam apenas de passagem pela cidade", acredita um sargento da PM.

Um frentista de um posto de combustíveis próximo da agência contou aos policiais que o veículo do bando saiu rumo à BR-101 muito rapidamente. Não há indícios deste tipo de crime em Tubarão ou região nos últimos anos.

"Fica o alerta para que os gerentes de bancos e donos de lotéricas fiquem atentos à identificação dos funcionários das empresas seguradoras e sempre agende o dia e horário do recolhimento do malote de movimentação. As polícias Rodoviária Federal (PRF), Militar Rodoviária (PMRv) e Civil também estão atentas na busca por pistas que levem aos falsos seguranças".

Fonte: Diário do Sul – Tubarão/SC

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster