Seis homens armados explodiram na madrugada de ontem um caixa eletrônico do Banco do Brasil localizado dentro do posto de gasolina na Rodovia Anhanguera, perto da rotatória da Bosch, em Campinas. De acordo com informações da polícia, a explosão ocorreu por volta das 4h30. Ninguém foi preso. A quantia roubada do caixa ainda não foi informada pelo banco.

Segundo a proprietária do posto, antes da explosão, os bandidos armados renderam dois funcionários que trabalhavam no local e também levaram dinheiro do estabelecimento. Os bandidos fugiram em dois carros, um Corsa azul e um Astra prata.

"Nunca passamos por isso antes, mas ainda bem que foi só um susto", disse a proprietária do posto.

De acordo com a polícia, o caixa eletrônico não continha o equipamento que mancha as notas com tinta vermelha quando sofre algum tipo de impacto ou é explodido.

A ocorrência foi registrada no 3º Distrito Policial de Campinas. O delegado titular do distrito, Luis Paulo de Oliveira Silva, vai investigar o caso. A perícia também esteve no local.

Não foram encontrados objetos dos bandidos no local. O terminal de auto-atendimento ficou totalmente destruído após o ataque.

De acordo com a Polícia Civil, esse é o 9º caso de explosões a caixas eletrônicos em Campinas e o 28º caso na região.

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) já trabalha com a Polícia Civil para melhorar a segurança dos equipamentos e coibir esse tipo de ocorrência. Há também um trabalho de prevenção da PM.

De acordo com o major da do 8º Batalhão da PM em Campinas, Marci Elber, os terminais mais próximos à rodovia são mais difíceis de acompanhar. "Há uma concentração de casos em Campinas, Sumaré, Americana e Hortolândia", afirmou Elber. Segundo ele, o trabalho de prevenção em Campinas pode ser refletido na região.

A última explosão de um caixa ocorreu dia 26 deste mês, em Sumaré.

Fonte: Luiz Roberto Lima – Todo Dia

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster