reunião caixa 21052013

reunião caixa 21052013
Nesta terça-feira, 21 de maio, a diretoria do Sindicato dos Bancários da Paraíba (SEEB-PB) recebeu a comitiva da Caixa Econômica Federal, que veio discutir a situação caótica do Saúde Caixa na Paraíba. A reunião aconteceu devido à mobilização dos empregados da Caixa, que abriram ocorrências na Ouvidoria e paralisaram as atividades por uma hora em 19 agências do banco público na Grande João Pessoa.

Na reunião, a Caixa esteve representada por Sebastião Martins Andrade, Gerente Nacional e negociador, Almir Márcio Miguel, Gerente Nacional da GESAP (Gerência Nacional de Saúde e Previdência), Elan Miranda, Superintendente Regional da Paraíba, Gustavo Rabay, Gerente do Jurir/JP, Shirley Regueira, Gerente de Filial da GIPES/RE (Gestão de Pessoas), e Luís Henrique, Coordenador de Filial da GIPES/RE; o presidente Marcos Henriques e as diretoras Natascha Brayner e Betânia Paiva representaram o SEEB – PB; Ana Leite representou os Delegados Sindicais da Caixa na Paraíba; Odivaldo Bomfim, Luciano Costa e Mário Hélio (diretora) pelo Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região; os funcionários aposentados da Caixa foram representados por Terezinha Leandro.

Os representantes dos empregados da Caixa elencaram todos os problemas vivenciados pelos bancários da instituição financeira na Paraíba, decorrentes centralização do Saúde Caixa em Recife – PE, que provocou o sucateamento da estrutura de atendimento aos usuários do plano. “Estamos cansados de receber representantes da Caixa, que aqui vêm, ouvem, se prontificam a resolver os problemas, mas que não tomam nenhuma medida eficaz para melhorar o atendimento médico aos usuários do Saúde Caixa”, desabafou Marcos Henriques.

Em nome da direção da Caixa, Almir Márcio se comprometeu de enviar à Paraíba uma “Força Tarefa”, composta de um gestor nacional e um gestor negociador, no dia 3 de junho, para diagnosticar a situação do atendimento médico dos empregados e buscar soluções a curto prazo, que atendam às demandas mais urgentes, tanto dos bancários quanto dos profissionais credenciados. “Essa força tarefa deverá permanecer na Paraíba inicialmente por 30 dias, com possibilidade de prorrogação”, explicou.

Uma nova reunião foi agendada para o dia 3 de julho, quando serão avaliados a situação e o trabalho da força tarefa. “Após analisar o resultado das ações da força tarefa, vamos submeter às instâncias superiores da Caixa o provável redimensionamento da equipe do Saúde Caixa na Paraíba”, enfatizou Almir Márcio.

Para Natascha Brayner, faltou firmeza nos representantes da Caixa, ao tratar da questão caótica do plano de saúde dos empregados aqui na Paraíba. “É difícil acreditar em uma solução concreta, uma vez que os negociadores da Caixa não têm sequer poder decisão sobre o assunto que vieram tratar. E nós conhecemos muito bem esse filme: é muita conversa para pouca ou nenhuma ação”, argumentou.

“Vamos esperar as ações da força tarefa e continuar mobilizados para dar seguimento ao calendário de lutas traçado pelos bancários no nosso recente Encontro Estadual dos Funcionários dos Bancos Públicos”, concluiu Marcos Henriques.

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster