Crédito: Guina/Seeb Brasília
Guina/Seeb Brasília
Depois de duas negociações frustrantes, realizadas na sexta-feira (4) e na segunda (7), e após a intensificação da greve, em nova rodada de negociação ocorrida nesta quarta-feira (9) o BRB apresentou proposta que traz diversos avanços em relação à anterior.

Participaram da reunião os diretores do Sindicato Antonio Eustáquio, Cida Sousa, Cristiano Severo e Fabiana Uehara (também diretora da Contraf-CUT); o diretor da Federação Centro-Norte (Fetec-CN/CUT) André Nepomuceno; os vices-presidentes do BRB Alair Martins e Humberto Augusto, também funcionários do banco, e o diretor de Pessoal, Jorge Alves.

Entre os itens cabe destacar:

 8% de reajuste sobre todas as verbas salariais;

 Elevação do piso para R$ 2.250, o que corresponde a uma correção de 8,6%. Este percentual se aplicará a todos os VPs;

 Para os ex-auxiliares administrativos que, em dezembro deste ano, não estiverem alocados em outra função comissionada, perdendo assim o direito à indenização, o banco propôs uma substituição eventual na função de analista júnior por 5 meses. O banco se comprometeu ainda a discutir uma resolução definitiva sobre esse assunto dentro desse prazo;

 Anuênios: os funcionários admitidos a partir dos anos 2000 que conquistaram o anuênio em 2010 receberão o equivalente ao número de anos trabalhados a partir daquele ano;

 PCCR: criação de uma comissão para discutir correções no plano, com a participação do Sindicato. Entre os pontos a serem discutidos estarão: carreira de analistas de TI; AG de auxiliar de autoatendimento; e encarreiramento;

 Aperfeiçoamento da redação da cláusula que trata do combate ao assédio moral para deixar clara a posição contrária da direção do banco à prática;

 Concessão de financiamento habitacional para novos contratos ou para portabilidade daqueles contraídos com outras instituições financeiras, a uma taxa de 7,5% ao ano; o período de vigência da taxa será de 6 meses;

 Dias parados: se comprometeu em seguir a Fenaban.

O Sindicato entende que a proposta avançou consideravelmente e contém pontos importantes da pauta específica, além de trazer índices de correção salarial que apresenta ganho real de 1,9% sobre todas as verbas, e de 2,5% sobre o piso. Comparada com a proposta anterior, são evoluções importantes.

Diante disso, o Sindicato convoca todos os funcionários para assembleia nesta quinta-feira (10), às 17h, no Setor Bancário Sul (caso não chova será em frente ao Ed. Brasília; se sim, será embaixo da marquise do Banco do Brasil), para deliberar sobre a nova proposta do BRB.

Fonte: Seeb Brasília

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster