São Paulo – A mobilização dos funcionários da Montana, terceirizada que presta serviços para o Banco do Brasil, deu resultado: na quinta-feira, dia 14, foram finalmente depositados os salários de abril.

"Na véspera, o dinheiro tinha aparecido nos extratos, o que fez muita gente realizar saques, mas no final do dia sumiu, mostrando que a empresa não havia efetivado realmente o depósito", afirma o diretor do Sindicato Ernesto Izumi. Para ele, isso pode ter sido parte de uma estratégia da empresa para enfraquecer a manifestação que aconteceu na mesma quinta, em frente à Superintendência do BB, na Paulista.

O contrato com a Montana termina nesta sexta-feira, dia 16. "Isso significa que a empresa tem até o dia 26 para depositar todas as verbas rescisórias referentes às demissões. Só então teremos condições de acionar a Justiça. Até lá, vamos trabalhar por uma negociação que envolva a empresa, o banco e os trabalhadores e que traga uma solução satisfatória para os trabalhadores", diz o dirigente sindical.

Mobilização – com salários e direitos atrasados, os trabalhadores já realizaram uma série de manifestações, que resultaram na rescisão do contrato entre o BB e a Montana. "Nossa orientação é para que o pessoal siga mobilizado, conversando e trocando informações no local de trabalho, sempre mantendo o Sindicato informado sobre qualquer alteração no quadro", avisa Ernesto.

Fonte: Danilo Pretti Di Giorgi – Seeb/SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster