logo_bb.jpg
logo_bb.jpgCom dispositivos eletrônicos, criminosos alteram software de caixas . Alarme disparou e suspeitos não levaram nada, segundo a polícia – A Polícia Militar da Paraíba acredita que criminosos podem ter ‘inaugurado’ no estado mais uma modalidade de violação a caixas eletrônicos. O alvo da ação foi uma agência do Banco do Brasil da cidade de Jacaraú, Mata paraibana. Com dispositivos eletrônicos, criminosos tentaram  violar o software de um dos caixas da agência, o que possibilitaria, caso a ação tivesse dado certo, sacar todo o dinheiro do caixa, segundo a polícia.

De acordo com  o capitão Antônio, a ação dos criminosos é silenciosa, o que dificulta a atuação da polícia. Os aparelhos que foram usados pelos criminosos não despertam suspeitas e podem ser comprados em qualquer loja de informática.

O capitão informou ainda que alguma coisa deu errado e o alarme disparou. A polícia já tem suspeitos, mas até as 16 horas ninguém foi preso. Os criminosos fugiram para a cidade de Montanhas, no vizinho estado do Rio Grande do Norte, onde aconteceu uma ação semelhante. Por isso, a polícia acredita que os criminosos que violaram o caixa eletrônico do Banco do Brasil de Jacaraú são os mesmo do Rio Grande do Norte.

O G1 entrou em contato com a superintendência do Banco do Brasil na Paraíba. O  analista Elinaldo Leal disse que os equipamentos da agência têm tecnologia sofisticada contra fraudes como essas. "Uma prova disso é que não foi levado nada, os criminosos não tiveram êxito. A população pode ficar tranquila, pois nos empenhamos para cada vez mais modernizar a tecnologia usada no Banco do Brasil", afirmou.

Elinaldo Leal disse que essa foi a primeira vez que tomou conhecimento desse tipo de fraude na Paraíba.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, com essa ocorrência, sobe para 62 o número de crimes cometidos contra as agências bancárias no Estado.

“Os bancos investem apenas 5% de tudo o que lucram em segurança, o que é muito pouco, deixando os profissionais e a população vulneráveis à ação de criminosos.  Com relação a essa nova modalidade de violação a caixas eletrônicos, só há uma conclusão: enquanto a segurança dos bancos estagnou, os bandidos avançam em seus crimes”, concluiu.

Fonte: SEEB – PB, com G1 Paraíba

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster