DSC 8487

DSC 8487
Nesta quinta-feira, 17 de dezembro, o Sindicato dos Bancários da Paraíba realizou o XIII Encontro de Bancários Aposentados no Espaço Cultural Marcos Lucena, na sede da Entidade. O evento, que teve como tema “Rir é o melhor remédio”, congregou mais de 200 pessoas e ocorreu dentro de uma programação leve e recheada de homenagens, humor, sorteios, poesia e almoço de confraternização.

A mesa de abertura, sob o comando do presidente do Sindicato, Marcos Henriques, foi composta por: Sivaldo Torres (secretaria de aposentados, do SEEB-PB), José Maria (Aposentados da Caixa Econômica Federal), Renato Bezerra (Aposentados do Banco do Nordeste do Brasil), Gerusa Farias (Aposentados do Banco do Brasil), Guerra (Aposentados do Paraiban), Saulo (Aposentados do Banespa). Após a saudação os representantes dos aposentados receberam um troféu de participação no evento.

O poeta, jornalista, escritor e pesquisador Rui Vieira, bancário aposentado do Banco do Brasil, fez um show intimista, mesclando poesias, causos e piadas.

Aproveitando a descontração do momento, o coordenador do encontro chamou os familiares de Volnei Leite de Andrade para participarem da homenagem póstuma ao vice-presidente da Associação dos Antigos Funcionários do Banco do Brasil (AAFBB) que nos deixou recentemente.

O diretor Jurandi Pereira entregou a placa à esposa, à filha e à irmã de Volnei, que aproveitou o momento para recitar a poesia que fizera para o seu irmão, na comemoração dos seus 70 anos de idade. “Saibam que essa perda não foi só da família, porque nós também perdemos um companheiro valoroso e muito querido, que tanto fez em prol dos aposentados do Banco do Brasil”, arrematou.

“Eu comecei fazer versos aos dez anos de idade/ Morando no Sítio Antas, Puxinanã a cidade / onde papai possuía pequena propriedade / A casinha de papai era feita de alegria / Abrigo de cantadores, vendedores de poesia / E eu moleque, peralta, caçula, muito pachola / Me criei acalentado por acordes de viola “, assim se apresentou o poeta José Laurentino.

O “Poetinha”, como é chamado carinhosamente no meio artístico, deu uma aula de fé e perseverança, ao narrar sua experiência de passar três anos sem enxergar e como superou tanto sofrimento apoiado na poesia e no bom humor. Uma hora foi pouco para tantas poesias bonitas, que arrancaram aplausos e risos da platéia.

Após a apresentação do poeta, foram sorteados aparelhos digitais de monitoração de pressão, um livro do poeta Rui Vieira e um CD do “Poetinha” Zé Laurentino. Encerrando o Encontro, foi servido o almoço de confraternização.

O presidente do Sindicato dos Bancários ressaltou que os objetivos do evento superaram as expectativas. “Em nome da diretoria da Entidade agradeço a presença de todos, ao tempo que externo a nossa alegria com o sucesso de mais um encontro de bancários aposentados, segmento da categoria que sempre prestigia nossos eventos”, concluiu.

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster