Crédito: Seeb Brasília
Seeb Brasília
Trabalhadores aguardam agendamento das negociações

O Sindicato dos Bancários de Brasília e a Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Centro Norte (Fetec-CUT/CN) entregaram ao BRB, na última quarta-feira (13), a pauta específica de reivindicações para a Campanha Nacional 2014.

Conforme orientação da 16ª Conferência Nacional dos Bancários, realizada entre os dias 25 e 27 de julho, em São Paulo, a estratégia da campanha prevê uma mesa geral entre o Comando Nacional e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e mesas específicas por bancos. Desta maneira, foram entregues duas pautas, a geral da categoria e a específica do BRB.

Tanto o Sindicato como a Fetec-CUT/CN esperam que o banco demonstre sensibilidade para a construção de um acordo que dialogue com os anseios dos funcionários do BRB. “Acreditamos na capacidade dialogal do BRB, e cremos ser possível caminhar rumo a um acordo que mantenha uma política de valorização dos trabalhadores, especialmente quanto ao atendimento de nossa reivindicação prioritária: ganho real de salário”, destacou o diretor do Sindicato, Antonio Eustáquio, que também é bancário do BRB.

O presidente do BRB, Paulo Evangelista, afirmou que a instituição financeira, dentro de suas limitações, tratará a discussão com total transparência, e buscará um acordo que seja bom para o banco e para os funcionários.

Entregue a pauta, o Sindicato e a Fetec-CUT/CN aguardam o agendamento das negociações, visando à construção de um bom acordo.

Além de Eustáquio, estiveram na entrega das pautas o diretor do Sindicato, Ronaldo Lustosa, e o secretário de Bancos Públicos da Fetec-CUT/CN, André Nepomuceno.

Pelo banco, além do presidente, estiveram presentes os três vice-presidentes, Alair Vargas, Sérgio Nazaré e Humberto Coelho, além do diretor de Pessoas, Marco Aurélio.

Assembleia do PCCR

Na terça-feira (12), foi realizada na sede do Sindicato, assembleia para apreciação das alterações no encarreiramento das três carreiras que compõem o conjunto dos trabalhadores do BRB: bancária, tecnológica e jurídica.

Face a fatos novos surgidos no decorrer do próprio dia 12 referentes à discussão do encarreiramento da TI, com possibilidade de uma reunião com o presidente para tratar deste tema, o Sindicato sugeriu o adiamento da apreciação da proposta para a TI para uma outra ocasião, após uma possível reunião com Paulo Evangelista.

A assembleia concordou, tendo ficado a discussão sobre a TI para outra assembleia a ser marcada posteriormente.

Quanto ao encarreiramento da carreira jurídica, sobre esta não houve nenhuma ressalva, ficando desta forma aprovada conforme apresentado para a assembleia.

Em relação à carreira bancária, os presentes concordaram que ainda há inconsistências a serem discutidas com o banco. Face a isto, o Sindicato propôs a formação de uma comissão com membros da carreira bancária eleitos na própria assembleia, os quais, em conjunto com o Sindicato, formatarão uma proposta a ser levada para o banco, visando a melhora do que já foi apresentado. Sendo assim, a decisão sobre a carreira bancária também ficou para nova assembleia a ser também posteriormente agendada.

“Foi uma decisão sensata. Diante da constatação da necessidade de mais discussões com o banco, tanto para a carreira de TI quanto para a carreira bancária, o melhor foi buscarmos mais negociações com o banco e deixar a deliberação para mais adiante”, afirmou Ronaldo Lustosa, que também é bancário do BRB.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Brasília

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster