O Banco da Amazônia continua a insistir em uma distribuição de PLR diferenciada do praticado pelo restante das instituições financeiras do país. E para que possamos estabelecer uma estratégia de mobilização e pressão sobre a diretoria da empresa, convocamos a todos para a reunião que acontece hoje na sede do Sindicato.

Mais uma rodada de negociação sobre a PLR ocorreu no último dia 05 de maio e não se chegou a um acordo sobre a sua distribuição. As entidades já manifestaram ao Banco, nas três rodadas de negociação que tivemos sobre o assunto, que os empregados não aceitam outra forma de distribuição que não seja a que foi praticada para toda a categoria bancária: 90% do salário, mais R$ 966, 00, mais uma parcela adicional, linear, de R$ 1.320,00 para todos os bancários, descontando-se o valor de R$ 500,00 adiantado no ano passado.

Na última rodada de negociação, o Banco manteve sua proposição de pagar o módulo básico da FENABAN (90% do salário, mais R$ 966,00) para todos os empregados, com o desconto de R$ 500,00, e distribuir a sobra somente entre os gestores. O Banco também afirmou que reviu os cálculos, mas nenhum demonstrativo da proposta da empresa foi repassado às entidades, já que o pressuposto apresentado para negociação não foi aceito por estas, que seria dar liberdade à empresa de distribuir a sobra somente aos gestores.

Portanto, estamos em um impasse negocial, onde a empresa insiste em uma distribuição de PLR diferenciada do praticado pelo restante das instituições financeiras do país. Essa postura da empresa, em um momento de reestruturação, mostra uma face autoritária, onde tenta impor um modelo sem um mínimo de diálogo e sem levar em consideração os anseios da categoria.

Por isso, conclamamos os empregados do Banco da Amazônia a manifestar a sua indignação e sua luta por uma PLR justa, que realmente premie o esforço de todos pelo incremento do lucro da empresa e não se preste a mais uma forma de discriminação dos empregados que estão na base da pirâmide salarial.

Para estabelecer uma estratégia de mobilização e pressão sobre a diretoria da empresa, os empregados do Banco da Amazônia farão plenária na noite desta quinta-feira (07/05), às 19h, na sede do Sindicato dos Bancários PA/AP (Rua 28 de setembro, 1210). Sem luta, não há vitória!

Fonte: Seeb PA/AP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster