Um levantamento divulgado no domingo (18) pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, revelou que já foram registrados 23 ataques a caixas eletrônicos em 2012 no Estado de Mato Grosso. A maioria dos ataques, segundo a polícia, foi realizado com o uso de explosivos. Por isso, as polícias estão procurando apreender os explosivos para buscar reduzir o número de ataques a terminais bancários.

Neste ano já foram apreendidas 320 unidades explosivas que seriam utilizadas nos arrombamentos de caixas eletrônicos. Uma das grandes apreensões ocorreu na cidade de Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá. 

A Polícia Militar apreendeu 150 quilos de dinamites. Neste ano ainda, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também apreendeu 36 bananas de 250 gramas em poder de uma adolescente. E a Polícia Civil apreendeu 98 bananas de dinamites de 500 gramas.


Em 2011, as estatísticas da polícia revelaram o uso de explosivos em 38 ocorrências de arrombamento a caixas eletrônicos. "Neste ano de 2012, os números sugerem um aumento expressivo nessa modalidade de crime", pontua a delegada Ana Cristina Feldner, explicando uma mudança na atuação dos suspeitos de roubar caixas eletrônicos.


No ano passado, os arrombamentos com o uso do maçarico caíram para 43%, em relação a 2010. Em agosto de 2011, Mato Grosso passou a registrar os primeiros casos de ataques com explosivos, fechando com 38 terminais dinamitados. 


O maçarico foi a primeira ferramenta utilizada pelos bandidos para arrombar os caixas desde o ano de 2008, quando foram registrados 14 casos. No ano seguinte ocorreram 31 ataques e a explosão se deu em 2010, quando a prática passou a ser dominada por dezenas de bandidos do estado e de outros, que atuam em Mato Grosso nos arrombamentos.


Fonte: Repórter News – Nortelândia/MT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster