Foi sancionada em Apucarana, no Paraná, a lei municipal que torna obrigatória a instalação de portas giratórias com detector de metais nas agências bancárias que operam na cidade. A iniciativa partiu da vereadora Lucimar Scarpelini (PP), que ficou preocupada ao saber que o Itaú e o Bradesco estão retirando esses equipamentos de segurança nos municípios que não dispõem de legislação estabelecendo a obrigatoriedade das portas.

Em declaração dada ao Jornal Tribuna do Norte, a vereadora disse que "às vezes o equipamento pode causar algum tipo de embaraço", mas é fundamental para manter a segurança dos clientes e dos bancários. "Em Apucarana não iremos admitir tal atitude por parte da rede bancária", ressaltou Lucimar.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários de Apucarana, Damião Rodrigues, a lei veio em boa hora. "Estamos passando por um momento em que estão ocorrendo diversas explosões de caixas eletrônicos, sequestros de bancários e uma série casos de violência envolvendo o setor financeiro. Por isso, ao invés de reduzir a segurança, como tem feito o Itaú e o Bradesco, temos que exigir mais investimentos dos bancos para garantir tranquilidade aos funcionários e à população que utiliza os serviços bancários", defendeu.

Damião afirmou que na base do Sindicato essa lei ainda não foi aprovada nas cidades de Arapongas, Faxinal e São João do Ivaí.

Em Arapongas, a Câmara de Vereadores já está discutindo o assunto, mas nas demais essa iniciativa ainda não foi tomada. "O Bradesco abriu recentemente agências nessas localidades e não instalou as portas, aproveitando a falta de legislação que obriga este tipo de equipamento. Por isso, vamos pressionar o banco e conversar com as lideranças dessas cidades para que todas as agências tenham porta com detector de metais", adiantou o presidente do Sindicato.

Fonte: Seeb Apucarana

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster