As contas da Previdência Social encerraram o primeiro trimestre deste ano com um saldo negativo (déficit) de R$ 12,093 bilhões, resultado de uma arrecadação de R$ 39,498 bilhões e de despesas de R$ 51,591 bilhões. No período entre janeiro e março de 2009, a arrecadação foi 5,2% maior que a de iguais meses de 2008, enquanto a despesa cresceu 7,6%, na mesma base de comparação. Os dados foram divulgados hoje pelo Ministério da Previdência Social.

Apenas no mês de março a Previdência Social registrou um déficit de R$ 3,13 bilhões, resultado de uma arrecadação de R$ 14,209 bilhões e uma despesa de R$ 17,34 bilhões no mesmo período. O déficit registrado nas contas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no mês passado foi 12,1% maior que os R$ 2,792 bilhões apurado em março do ano passado. Já em relação a fevereiro deste ano, quando o déficit foi de R$ 2,592 bilhões, o resultado deficitário de março foi 20,8% maior.

Em março, a arrecadação do INSS, de R$ 14,209 bilhões, foi 10,6% superior a de março de 2008 e 7,7% a mais em relação a fevereiro de 2009. Já a despesa no mês passado com os pagamentos de benefícios aumentou em um ritmo maior que a arrecadação, ficando 10,78% frente a de igual período do ano passado e 9,8% a mais ante o mês anterior.

Fonte: Agência Estado

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster