Uma quadrilha com ao menos seis homens invadiu uma agência do Santander, no centro de Campinas, na quarta-feira (16). Além de fazer funcionários reféns, o grupo levou aproximadamente R$ 1 milhão de 30 caixas eletrônicos.

O assalto aconteceu na parte da tarde e no mesmo horário em que Marcos Paulo Lira, 24, invadiu outra agência do Itaú, também na região central, e fez dois vigilantes como reféns. A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) assumiu as investigações e tenta esclarecer se o homem que tentou o roubo no banco teria agido para tirar a atenção da polícia.

A PM (Polícia Militar) mobilizou pelo menos 30 homens para cercar o banco onde os reféns eram mantidos, enquanto a quadrilha agia a poucos metros dali.

O banco invadido pelo bando fica na Avenida Francisco Glicério. A quadrilha agiu às 17h, quando o atendimento ao público tinha encerrado. Dois homens chegaram às 14h e ficaram no interior da agência supostamente tentando conseguir uma linha de crédito. Quando as portas foram fechadas aos clientes, os homens sacaram armas, renderam dois vigilantes e retiraram deles dois revólveres de calibre 38.

A partir daí, mais três homens entraram no banco pelo estacionamento. A polícia suspeita que eles estavam escondidos em um carro.

Outros cinco homens ficaram do lado de fora, conforme relataram os vigilantes à polícia. Os bandidos tinham fotografias dos pais do gerente, de 45 anos, e informações sobre sua casa e sua rotina particular. Também exibiram fotos da namorada, da mãe e da casa de um dos vigilantes que trabalha no banco. Os bandidos ainda tinham informações sobre outro gerente, que não estava na agência.

Três dos bandidos foram com o gerente para os cofres e também abriram os compartimentos de dinheiro dos caixas eletrônicos. Os valores foram retirados, colocados em malotes e entregues aos outros integrantes do grupo que estavam do lado de fora em uma Kombi, branca, com logotipos nas portas. Os bandidos fugiram ainda em um Ford Fusion preto e em um Renault Megane cinza.

Os bandidos ficaram cerca de 40 mintuos no banco. Enquanto três retiraram o dinheiro dos cofres e dos caixas, outros dois mantinham bancários, alguns clientes e vigilantes – um total de 30 pessoas – reféns em um dos setores da agência.

Assalto ao Itaú

Não há, por enquanto, indícios de ligação deste assalto com outro, a uma agência do Itaú, também na região central de Campinas, no mesmo dia e período, mas a Polícia Civil disse não descartar nenhuma hipótese.

Durante o assalto ao Itaú um homem foi preso em flagrante após entrar na agência, tomar a arma de um vigilante, fazer funcionários e clientes reféns e roubar R$ 219 em moedas dos caixas. O suspeito foi levado para a cadeia do 2º Distrito Policial.

Fonte: Agência Estado, com Todo Dia – Campinas/SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster