Em São Paulo, a empresa de transporte de valores que uma quadrilha tentou assaltar no fim de semana revelou nesta terça-feira (16) que R$ 700 mil desapareceram, apesar de grande parte de o dinheiro ter sido recuperada.

Clique aqui para ver o vídeo da reportagem no Jornal da Globo.

Na hora de abrir os bueiros, as tampas não saíam. Os ladrões tinham colado as tampas. Embaixo, nas galerias, os funcionários da prefeitura encontraram a cola e também pás e latas para retirar terra da escavação feita pelos criminosos.

Com uma micro-câmera, os técnicos inspecionaram o subsolo para identificar os estragos que vão ter que ser consertados. O túnel aberto pelos ladrões tinha sacos plásticos, garrafas d´água, um ventilador e uma bateria de caminhão, que deve ter sido usada para alimentar a iluminação o local. Foi assim que a quadrilha preparou o assalto a uma empresa de valores, na zona sul de São Paulo.

Um ônibus estacionado em cima de um bueiro escondia os ladrões enquanto eles desciam por um fundo falso do veículo. Percorriam 250 metros entre galerias de esgoto e de águas de chuva até chegar ao túnel, de 15 metros, que terminava no cofre da empresa.

O roubo seria na madrugada de domingo (14), mas o alarme disparou e a polícia veio. Um ladrão morreu atropelado pelos próprios comparsas, dois foram mortos na troca de tiros com os policiais e um acabou preso. Parte do dinheiro que a quadrilha tentou levar ficou espalhada nas galerias.

Quase todos os R$ 14 milhões que estavam nos malotes foram recuperados, mas ainda faltam R$ 700 mil. Segundo a empresa, um dos sacos de dinheiro se rasgou na fuga e as cédulas podem ter sumido nas galerias, mas nada foi encontrado nesta terça-feira. A polícia acredita que dez criminosos tenham conseguido fugir.

Fonte: Contraf-CUT com G1 / Fábio Turci

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster