Em julho de 2011 foi sancionada a lei que torna obrigatório o uso dos biombos nos caixas das agências bancárias de Salvador. A medida visa isolar os clientes em atendimento das pessoas que estão na fila de espera. Quase um ano depois, poucas unidades cumprem a norma.

Das 88 agências fiscalizadas até hoje, 80 foram notificadas por desrespeitar a lei. A norma determina, inicialmente, advertência para os bancos que não instalarem as divisórias. Em caso de reincidência, a multa é de R$ 5 mil. Caso o desrespeito continue, o valor dobra e a agência tem o alvará de funcionamento suspenso.

As divisórias protegem clientes e funcionários, pois impede que outras pessoas vejam a movimentação de dinheiro nos caixas e coíbe o assalto conhecido como "saidinha de banco". Mas os números mostram que os bancos, como sempre, não estão nem aí para a segurança da população.

Prazo

As unidades bancárias tiveram até janeiro a partir da data de publicação para se adaptarem a lei. No entanto, todos os bancos se aproveitaram da falta de fiscalização inicial e ignoraram a regra.

Recentemente, a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) chegou a solicitar que o prazo fosse estendido ainda mais. Mas, não houve acordo com a Sucom (Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo Municipal), que iniciou a fiscalização na semana passada.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Bahia

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster