DSC 4405

DSC 4405

Após diversas mobilizações realizadas pelos bancários em João Pessoa nas últimas semanas em protesto contra a falta de segurança nas agências bancárias sem portas giratórias – que facilitam a ação de criminosos – o Bradesco informou que dentro de três meses os equipamentos estarão instalados em quatro agências da Capital: Cruz das Armas, Epitácio Pessoas, Duque de Caxias e Cabedelo.

A notícia foi dada ao presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, pelo diretor do Departamento Intersindical do Bradesco, Geraldo Grando. Geraldo confirmou ao presidente que a instalação foi aprovada pela diretoria do Banco e que três meses é o prazo final para que as quatro agências estejam com as portas em funcionamento.

“Finalmente a direção do Bradesco ouviu a reivindicação do Sindicato, afinal de contas, as vidas de funcionários, clientes e usuários estão sendo ameaçadas. Os últimos três assaltos foram feitos a agências sem portas de segurança, o que levou os funcionários ao adoecimento e instabilidade emocional. As seqüelas resultantes de uma ação criminosa desse porte podem ser irreversíveis, inclusive no Bradesco temos vários casos”, comenta Marcos Henriques.

As agências do Bradesco da Duque de Caxias e de Cruz das Armas foram paralisadas no dia 09 e no dia 18 de abril respectivamente em protesto pela falta de segurança. No dia 08 a agência do Bradesco da Duque de Caxias foi assaltada por cinco homens fortemente armados, que levaram três malotes de dinheiro e deixaram três pessoas feridas.

O arrombamento de uma agência do Bradesco, em Bayeux, na região metropolitana da Capital, no último dia 20, foi a sétima investida criminosa contra bancos na Paraíba, em abril. Em 2013 já são 42 ocorrências, sendo: 15 explosões (6 no Banco do Brasil, 2 na Caixa e 7 no Bradesco), 10 arrombamentos (3 no Banco do Brasil, 2 no Bradesco, 1 no Itaú, 1 no HSBC e 3 no Santander), 8 assaltos (4 no Bradesco, 2 no Banco do Brasil, 1 no Santander e 1 na Caixa), 7 tentativas de arrombamento/explosão (3 no Banco do Brasil, 2 no Bradesco e 2 no Santander) e 2 saidinha de banco (1 no Bradesco e 1 na Caixa). Veja onde, quando e como aconteceram esses crimes, no mapa.

 

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster